domingo, 17 de maio de 2009

Dumb America

Você estudou cultura geral, história, geografia no ensino fundamental? Pois então esqueça tudo o que lhe ensinaram!

Aprenda o correto com a nação mais desenvolvida do mundo. Aperte os cintos e embarque na máquina do saber!

É um ser humano mais culto agora? Comente!

Continue Lendo...

sábado, 16 de maio de 2009

Sony Annoyament Television

SET-LOGO

O canal Sony é um dos canais os quais eu mais vejo, há muitos anos. Sua programação sempre me agradou, na maioria dos casos. Porém não se pode dizer o mesmo de sua estratégia de promoção.

Lembro-me quando eles dividiam sua grade de programação em dias da semana, rotulando cada um com uma fruta: terças de limão, quintas de moranga, e por aí vai. O quão ridículo e sem nexo isso pode parecer? Tenho certeza que a equipe de criação nesta época dispunha de baixo orçamento, e consultava a Dona Lourdes, da quitanda ao lado sobre suas campanhas.

Então veio o período irritante em que promoviam os clipes musicais mais bizarros e entediantes do momento entre seus comerciais, repetindo-os incansavelmente durante toda a programação, criando o efeito Ludovico a cada vez que eram executados. O trauma foi tamanho, que me lembro em detalhes de muitos deles até hoje, como um em que os artistas, fantasiados de fazendeiros criavam frutas gigantes e as atiravam uns nos outros (Miranda – Perfecta), ou outro em que uma moça de voz enjoativa e cara de “Manuela D’além-mar”, da “Escolinha do Professor Raimundo” cantava engasgada enquanto se lambuzava de tinta (Regina Spektor – Fidelity). Pura tortura!

Outra era detestável do “jabá” da Sony foi a dos making offs de campanhas publicitárias “super descoladas”, onde os gênios da propaganda e marketing de faculdades por correspondência defendiam apaixonados suas estratégias mirabolantes, na produção de campanhas para produtos que até hoje eu nunca vi no “mundo real” (destaque para os produtos de moda). Vergonha alheia – Nível Máximo!

E a repetição das propagandas e vinhetas sempre foram marca registrada do canal, te fazendo sempre o efeito contrário ao que realmente deveria fazer. O asco pela repetição é inevitável.

Agora a equipe de criação resolveu inventar essa história de “Machos de Respeito” e “Mentes Perigosas”, direcionando a programação para homens às sextas, e às mulheres às segundas.
Tudo bem separarem em blocos de gênero, a idéia não é de todo mal. Mas não contentes, criaram vinhetas repugnantes de um casal (cada um em seu respectivo bloco), com reflexões vazias dignas de revista de horóscopo, atores tipo Malhação e com apelo sexual exacerbado, sempre em trajes mínimos. Aí é que está a maior ironia: que apelo sexual teria um homem seminu, numa grade de programação intitulada “Machos de Respeito”? Chega até a ofender.

Não vou nem me aprofundar na perda de identidade do canal, que agora exibe filmes (isso mesmo, filmes!), em sua nova sessão “Espaço de humor produzido em Hollywood”, outra jogada enfadonha para justificar prováveis desfalques. Sem comentar a veiculação de séries dubladas.

Mas nem tudo que a Sony já fez é puro lixo. Confesso ter adorado a grade “PI” (fazendo alusão ao som emitido quando há censura em algum texto), exibida nas noites de terças-feiras, com atrações de humor sarcástico e agressivo, as quais eu já conhecia pela internet, como Borat, Balls of Steel, The I.T. Crowd, e muitos desenhos de humor adulto.

É uma pena a única jogada inteligente da Sony ter se desfeito, seja por falta de recursos pra novos episódios, ou falta de preparo do publico brasileiro. Bendita seja a internet e o compartilhamento de arquivos!

Continue Lendo...

segunda-feira, 11 de maio de 2009

Star Trek: Onde nenhum homem jamais esteve…

Depois de escrever sobre meus temores a cerca de Star Trek, fui conferir o resultado. E ele me surpreendeu bastante!

Eu temia que o filme se tornasse algo como um “American Pie no Espaço”, mas não chegou a tanto. O filme é uma excelente aventura e, ainda que em densidade seja inferior aos originais, consegue respeitar a essência de cada personagem.

"Cuidado Spoiler. UM só, mas ele existe!"

Alguns elementos foram radicalmente alterados, porém possuem uma boa explicação para isso. startrekcoverEsse filme não é o passado exato daquela tripulação da Enterprise, e sim: um passado alternativo numa dimensão paralela. Isso é muito bem explicado e encaixado na história. O que ficou muito bom, pois assim eles conseguem atualizar a franquia e rejuvenescer os personagens clássicos que funcionavam tão bem.

Sim, os novos atores conseguem manter o relacionamento admirável entre os personagens, ou, ao menos criam os alicerces para isso. E a USS Enterprise tem sua apresentação como não poderia deixar de ser: grandiosa!star_trek_03_1024

Agora, com esse filme existe a possibilidade de se criar uma nova série de histórias com os velhos personagens. Alias, o final convida a isso!

Continue Lendo...

quinta-feira, 7 de maio de 2009

Star Trek, mais uma Geração…

Amanhã é a estréia do mais novo filme de J.J. Abrams.

ENTERPRISE-PHOTONSStar Trek é um marco na história, pois abriu precedentes para as loucuras nerds/geeks/otakus. Foi com essa antiga série que surgiu a moda de se realizar Convenções, Encontros, Cosplays, desenvolver Universo Expandido, e outras coisas; não criou mais malucos que confundem ficção com realidade, mas reuniu uma boa parcela deles.

Também influenciou muitos inventores e de certa forma ajudou a desenvolver: Celular, Palm, Lâmina-Laser e Propulsão Iônica (é o sistema de locomoção da Entreprise que foi aplicado numa sonda da NASA em 2007, a sonda Dawn) !!!

Falando nas influências da série, não posso deixar de comentar que também colaborou para o upgrade do Joquempô com a série The Big Bang Theory, e tornou o jogo muito mais interessante, acompanhe:

jakenpoTesoura corta o Papel que cobre a Pedra que esmaga o Lagarto que envenena Spock que destrói a Tesoura que decapita o Lagarto que come o Papel que refuta Spock que vaporiza a Pedra que amassa a Tesoura”.

big-bang-theory-reduzido1Alias, parece que os roteristas de The Big Bang Theory plagiaram o jogo desse site: http://www.samkass.com/theories/RPSSL.html.

Alias, “Alias” também é uma série criada por J.J. Abrams.

Para quem não sabe, Spock é uma espécie de meio elfo alienígena e sua terra média natal é um planeta conhecido como Vulcano, nome também dado à sua raça nesse universo. Sua principal característica (além das orelhas pontudas) é a super valorização da lógica e da razão em sobreposição às emoções.

Star Trek, a série, surgiu em 1966 e durou até 1969 (3 temporadas) mas tornou-se assombrosamente popular apenas depois de terminar. E assim, a série clássica gerou mais 4 séries (Star Trek: A Nova Geração 1987-1994, Star Trek: Deep Space Nine 1993-1999, Star Trek: Voyager 1995-2001, Star Trek: Entreprise 2001-2005) e 10 filmes.

O que havia de tão interessante nessa série? As metáforas filosóficas e a utopia do universo! Por exemplo: A ponte de comando da Enterprise era formada por um russo, um japonês, uma negra e um vulcaniano quando estreiou a série em plena Guerra Fria, além de ser uma época opressora contra negros e mulheres. Assim, temos em Star Trek uma sociedade igualitária e pacífica.

Também sabemos que a maioria das doenças e dos problemas sociais foram resolvidos e a humanidade pôde se dedicar a explorar o espaço. Entretanto, leva consigo ideais modernos como os de democracia, tolerância a diversidade e a primazia da razão e do conhecimento científico ante a intolerância e o fanatismo místico.

E o que teremos agora? Um reboot de Star Trek!

Estou ansioso para conferir o resultado, mas confeso que temo que seja uma versão teen da série. Sei que mudanças são necessárias para tornar o universo de Star Trek mais interessante para o público de hoje, mas sinceramente espero que não façam disso um “American Pie no Espaço”. Muita coisa ruim já foi feita para esse universo e espero que esse filme não seja mais uma.

spock

Vida longa e Próspera!

Continue Lendo...

terça-feira, 5 de maio de 2009

“Life’s for Sharing”

Esse é o slogan da marca de celulares alemã T-Mobile que vem fazendo um fazendo enorme sucesso no “Vocêtubo” com seus comerciais que reunem centenas (no primeiro vídeo e, agora no segundo, milhares) de pessoas.

Enquanto no primeiro vídeo eram “apenas” 400 dançarinos disfarçados, no segundo são 13.500 pessoas cantando “Hey Jude” dos Beatles.

Inusitado e incrível para qualquer desavisado que estivesse por perto. Gostei de ambos os vídeos e por isso os coloco aqui.

Vi no Bombou na Web e no Brainstorm #9.

Continue Lendo...

domingo, 3 de maio de 2009

Engane-se!

Auto-Ajuda! Não sei se podemos dizer ser isso um gênero literário, culinário, mercadológico ou editorial. Não sei se isso pode ser chamado mesmo de gênero de alguma coisa! Mas a verdade é que Auto-Ajuda é uma parcela muito bem sucedida de livros (e agora filmes também) e chama a atenção de muita gente.

quem_somos_nosAlgumas pessoas se vangloriam dizendo que preferem buscar um livro de Auto-Ajuda em oposição a um Psicólogo ou um Médico, pois assim, ela adquiriria habilidades para vencer seus desafios por si só, sem ajuda alheia! Mas o que é o livro de Auto-Ajuda senão alguém transformado em regras mágicas para alcançar o sucesso? O próprio narrador do livro faz o papel de alguém (o 3º na equação “você e seu problema”) e o pior, alguém que parte de um ponto de vista absolutamente parcial ou genérico de mais para ser específico a você. Mas claro, sempre existirão aqueles que dirão: Isso parece ter sido escrito para mim! Assim como algumas pessoas vêem mapas num floco de Sucrilhos, Jesus nas asas de uma Mariposa ou a Virgem Maria numa Tomografia.

Esse mercado sempre buscou construir receitas para tudo, qualquer que fosse seu problema haveria um manual prático de como o resolver em 10 simples passos na estante da livraria. Como criar filhos? Como ter sucesso profissional? Como ser popular? Como ficar rico? Como ser amado? Como se tornar inteligente? Como ser Feliz? De modo geral, são esses os temas mais comumente tratados pela Auto-Ajuda. E quem nunca em sua breve vida não desejou qualquer um desses conhecimentos?

Parece-me que existem os livros que tratam desses assuntos do ponto de vista dos vencedores (basta fazer como eles e você também vencerá); e, os místicos/religiosos (muitas vezes disfarçados de pseudo-ciência) que trazem uma série de conhecimentos subjetivos para você mudar em si (mude sua forma de pensar e você vencerá).

E, assim caminhava a Auto-Ajuda! Até que essa resolveu pular da estante da livraria para a estante da locadora. Como ninguém pensou nisso antes? Em vídeo a Auto-Ajuda pode atingir um público imensamente maior e mais crédulo, pois nem ler é necessário, basta assistir passivamente. Assim surgiu “Quem somos nós” (What a Bleep do We Know), o discreto pseudo-documentário que logo adquiriu uma legião de fãs.

“Quem Somo Nós?” inovou a mídia e a abordagem. Agora a Auto-Ajuda tem uma nova aliada: A Física Quântica. Não posso deixar de comentar que a Narradora do filme é uma mulher que se diz possuída por um Espírito Guerreiro (Ramtha) de 35.000 anos nativo de um continente mítico e com essa história fundou uma seita da qual a maioria dos entrevistados do filme fazem parte! As religiões também sempre produziram sua Auto-Ajuda, especialmente as espiritualistas, mas “Quem Somo Nós?” vai além: consegue misturar de tudo um pouco, tentando arrecadar fiéis por todos os lados.

Logo depois surge “O Segredo” com um discurso muito parecido com o de “Quem somos Nós?”, porém trocaram o ‘Espírito de um Continente Mítico Extinto’ por um ‘Artefato Místico de uma Sociedade Secreta’, e os ‘Pensamentos Positivos’ pela ‘Lei da Atração’, mas agora, com planejamento de Marketing. “O Segredo” foi revelado em filme, livro, CD, adesivo, caneta, chaveiro, lápis de cor, bottons, bandeirinha etc.

Atualmente, “O Segredo” ainda é a Auto-Ajuda mais popular (há 99 semanas consecutivas na lista dos mais vendidos da Veja) que nada mais é do que uma mistura da velha Auto-Ajuda com Misticismo, Polishop e “O Código Da Vinci” (artefatos proibidos que foram escondidos por sociedades secretas?)

segredo Tanto “Quem somos nós?” quanto “O Segredo” defendem o Pensamento Positivo (velho conhecido da Auto-Ajuda), porém com uma ajudinha da Física Quântica você pode transformar sua Realidade Física, pois com esses Pensamentos Positivos você será capaz de fazer o Universo conspirar a seu favor!

Basicamente, podemos resumir a Auto-Ajuda em Fé e Bom Senso. Não há uma regra sequer escrita num livro de auto-ajuda que alguém de bom senso nunca tenha pensando antes. O que falta é disciplina e motivação suficientes para por em prática o que já sabemos (além é claro, dos impedimentos neuróticos que nos fazem, inconscientemente, repetir nossos erros incessantemente).

Na pior Auto-Ajuda existente nos dias de hoje podemos encontrar características comuns como:

  • Para atingir qualquer coisa, status ou bem material existem apenas 10 regras (os mais revolucionários contam com apenas 7 regras).
  • “Um espírito me disse que…”
  • Hábitos Saudáveis geram Pensamentos Saudáveis que alteram sua realidade.
  • Pensamentos Positivos bastam!
  • A Física Quântica é uma teoria que explica como o Pensamento Positivo pode alterar a realidade do nível atômico ao astronômico.

Para finalizar, não posso deixar de postar os hilários vídeos que satirizam “Quem somos nós?” e o “Segredo”.

Blogs Visitados:

Psicologia dos Psicólogos;

Bestseller da Vez;

Dragão na Garagem.

“That’s all folks”

Continue Lendo...