domingo, 3 de maio de 2009

Engane-se!

Auto-Ajuda! Não sei se podemos dizer ser isso um gênero literário, culinário, mercadológico ou editorial. Não sei se isso pode ser chamado mesmo de gênero de alguma coisa! Mas a verdade é que Auto-Ajuda é uma parcela muito bem sucedida de livros (e agora filmes também) e chama a atenção de muita gente.

quem_somos_nosAlgumas pessoas se vangloriam dizendo que preferem buscar um livro de Auto-Ajuda em oposição a um Psicólogo ou um Médico, pois assim, ela adquiriria habilidades para vencer seus desafios por si só, sem ajuda alheia! Mas o que é o livro de Auto-Ajuda senão alguém transformado em regras mágicas para alcançar o sucesso? O próprio narrador do livro faz o papel de alguém (o 3º na equação “você e seu problema”) e o pior, alguém que parte de um ponto de vista absolutamente parcial ou genérico de mais para ser específico a você. Mas claro, sempre existirão aqueles que dirão: Isso parece ter sido escrito para mim! Assim como algumas pessoas vêem mapas num floco de Sucrilhos, Jesus nas asas de uma Mariposa ou a Virgem Maria numa Tomografia.

Esse mercado sempre buscou construir receitas para tudo, qualquer que fosse seu problema haveria um manual prático de como o resolver em 10 simples passos na estante da livraria. Como criar filhos? Como ter sucesso profissional? Como ser popular? Como ficar rico? Como ser amado? Como se tornar inteligente? Como ser Feliz? De modo geral, são esses os temas mais comumente tratados pela Auto-Ajuda. E quem nunca em sua breve vida não desejou qualquer um desses conhecimentos?

Parece-me que existem os livros que tratam desses assuntos do ponto de vista dos vencedores (basta fazer como eles e você também vencerá); e, os místicos/religiosos (muitas vezes disfarçados de pseudo-ciência) que trazem uma série de conhecimentos subjetivos para você mudar em si (mude sua forma de pensar e você vencerá).

E, assim caminhava a Auto-Ajuda! Até que essa resolveu pular da estante da livraria para a estante da locadora. Como ninguém pensou nisso antes? Em vídeo a Auto-Ajuda pode atingir um público imensamente maior e mais crédulo, pois nem ler é necessário, basta assistir passivamente. Assim surgiu “Quem somos nós” (What a Bleep do We Know), o discreto pseudo-documentário que logo adquiriu uma legião de fãs.

“Quem Somo Nós?” inovou a mídia e a abordagem. Agora a Auto-Ajuda tem uma nova aliada: A Física Quântica. Não posso deixar de comentar que a Narradora do filme é uma mulher que se diz possuída por um Espírito Guerreiro (Ramtha) de 35.000 anos nativo de um continente mítico e com essa história fundou uma seita da qual a maioria dos entrevistados do filme fazem parte! As religiões também sempre produziram sua Auto-Ajuda, especialmente as espiritualistas, mas “Quem Somo Nós?” vai além: consegue misturar de tudo um pouco, tentando arrecadar fiéis por todos os lados.

Logo depois surge “O Segredo” com um discurso muito parecido com o de “Quem somos Nós?”, porém trocaram o ‘Espírito de um Continente Mítico Extinto’ por um ‘Artefato Místico de uma Sociedade Secreta’, e os ‘Pensamentos Positivos’ pela ‘Lei da Atração’, mas agora, com planejamento de Marketing. “O Segredo” foi revelado em filme, livro, CD, adesivo, caneta, chaveiro, lápis de cor, bottons, bandeirinha etc.

Atualmente, “O Segredo” ainda é a Auto-Ajuda mais popular (há 99 semanas consecutivas na lista dos mais vendidos da Veja) que nada mais é do que uma mistura da velha Auto-Ajuda com Misticismo, Polishop e “O Código Da Vinci” (artefatos proibidos que foram escondidos por sociedades secretas?)

segredo Tanto “Quem somos nós?” quanto “O Segredo” defendem o Pensamento Positivo (velho conhecido da Auto-Ajuda), porém com uma ajudinha da Física Quântica você pode transformar sua Realidade Física, pois com esses Pensamentos Positivos você será capaz de fazer o Universo conspirar a seu favor!

Basicamente, podemos resumir a Auto-Ajuda em Fé e Bom Senso. Não há uma regra sequer escrita num livro de auto-ajuda que alguém de bom senso nunca tenha pensando antes. O que falta é disciplina e motivação suficientes para por em prática o que já sabemos (além é claro, dos impedimentos neuróticos que nos fazem, inconscientemente, repetir nossos erros incessantemente).

Na pior Auto-Ajuda existente nos dias de hoje podemos encontrar características comuns como:

  • Para atingir qualquer coisa, status ou bem material existem apenas 10 regras (os mais revolucionários contam com apenas 7 regras).
  • “Um espírito me disse que…”
  • Hábitos Saudáveis geram Pensamentos Saudáveis que alteram sua realidade.
  • Pensamentos Positivos bastam!
  • A Física Quântica é uma teoria que explica como o Pensamento Positivo pode alterar a realidade do nível atômico ao astronômico.

Para finalizar, não posso deixar de postar os hilários vídeos que satirizam “Quem somos nós?” e o “Segredo”.

Blogs Visitados:

Psicologia dos Psicólogos;

Bestseller da Vez;

Dragão na Garagem.

“That’s all folks”

Um comentário:

The Owl disse...

Acho que isso reflete a preguiça das pessoas que preferem respostas padronizadas a um pouco de reflexão.

Postar um comentário